Pais e crianças em casa: aproveite para aumentar o vínculo familiar com atividades que envolvam todos

O momento é de conscientização e muita conversa. Não é hora de impor ou brigar. Famílias que aproveitarem para se aproximarem dos filhos irão colher bons frutos.

Em tempos de quarentena, em a recomendação é que famílias fiquem em casa para evitar o aumento de casos do Covid-19, pais e filhos intensificarão a convivência diária. Isso pode ser uma boa oportunidade para uma aproximação entre eles por meio de diferentes atividades.

Para evitar o estresse, em meio a situação inesperada, o ideal é que fique claro para as crianças que elas não estão de férias. O segundo passo é montarem juntos um planejamento diário com as tarefas da semana. De acordo com Bruna Duarte Vitorino, pedagoga com mais de 15 anos de atuação na área de educação e atualmente coordenadora do setor pedagógico do Kumon, os estudos não podem ficar de lado, já que após o período de recesso forçado, as aulas voltarão ao normal.

“Pais que estão trabalhando de casa, no esquema de home office, podem aproveitar para acompanhar a realização da tarefa escolar. Permaneçam no mesmo cômodo, criem uma atmosfera de trabalho que também envolva a criança. Recomendamos também montar um planejamento de estudo e ter um local específico para este momento em casa, se possível um cômodo iluminado, organizado e longe de distrações para que ambos consigam produzir”, diz Bruna.

É a oportunidade para usar este tempo com qualidade. “Aproveite para conhecer melhor os conteúdos que seu filho está estudando na escola. Não é necessário ensinar nada, mas juntos podem ler, conversar e buscar novos conhecimentos. Uma boa dica para organizar os estudos é seguir o cronograma escolar, nos dias de cada matéria procurar revisar os conteúdos e buscar se aprofundar por meio de vídeos no Youtube e pesquisas na internet”, acrescenta a pedagoga.

Descrição gerada automaticamenteSabe aquele momento de qualidade com as crianças que às vezes na correria se perde? Aproveite agora para transformar as atividades com as crianças em algo prazeroso, lúdico e valioso. Lívia Pacheco, influenciadora digital, está em casa com o filho de 7 anos e diz que o menino adora participar das atividades realizadas em casa. “O Filipe ajuda a fazer o almoço ou até mesmo um bolo para o café da tarde, e com isso aproveitamos para conversar e ficar mais tempo juntos”, diz.

Mas, segundo a pedagoga, para este período ficar ainda mais produtivo, é preciso estabelecer uma rotina que envolva toda a família. Lívia concorda e acrescenta que os pais podem aproveitar para conversar sobre o tema que ocupa grande parte dos noticiários para esclarecer dúvidas, conscientizar as crianças de que estamos em um momento de prevenção e que os hábitos de higiene devem ser levados para toda a vida, além de evitar o pânico. “Vivemos uma situação muito diferente de quando as crianças estão em casa e no período de férias. Agora, em que as atividades estão limitadas, precisamos nos organizar para que quando tudo voltar ao normal, os pequenos sejam menos impactados”, diz.

Confira algumas dicas listadas pela pedagoga e que estão sendo colocadas em prática na casa da família Pacheco:

1. Contação de história

Reforça os laços com os seus filhos além de estimular o gosto pelos livros. Escolha um conto e proponha a leitura em conjunto, cada um lê uma parte. Dê liberdade para interpretar e incorporar vozes aos personagens e ao narrador, assim a ocasião se torna mais divertida.

2. Desenhar e estimular a escrita

A atividade é ótima para aguçar a criatividade, conhecimento, concentração, além de ajudar na coordenação motora. Separe desenhos para colorir e contornar, que contenham letras do alfabeto e números, por exemplo.

3. Jogos de memória e concentração

Jogos são sempre divertidos, estimulam a coordenação motora e o raciocínio lógico. Faça brincadeiras em grupo como: quebra-cabeça, dominó, dama, xadrez, palavras-cruzadas, jogos de adivinhação, vôlei, futebol, entre outros.

4. Jogo de conhecimentos gerais

Adedonha!, Adedanha! ou Stop! é uma brincadeira simples e muito comum entre as crianças e até mesmo entre adultos. “É só desenhar uma tabela em tópicos em um papel para cada jogador. Cada coluna da tabela recebe o nome de uma categoria de palavras como animais, automóveis, nomes pessoais, cores etc., e cada linha representa uma rodada do jogo”, explica a profissional do Kumon.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *