O Pai é um grande espelho na formação de leitores dentro de casa

De acordo com pesquisas do Instituto Pró-Livro (IPL), o pai é um dos principais influenciadores da leitura entre os brasileiros.

“Ainda acabo fazendo livros, onde nossas crianças possam morar”; “Para crianças, um livro é todo um mundo”. Estas são algumas das célebres frases de Monteiro Lobato que refletem a intensidade da paixão do autor pela leitura e a importância de se despertar tal paixão desde cedo. Às portas para as comemorações do Dia dos Pais uma boa pergunta a fazer é: – Qual o papel dos pais no hábito de leitura dos filhos? Eles não precisam ser um autor de renome para ascender tal paixão na vida das pessoas, especialmente na dos filhos. Mas, seu papel é preponderante. A quarta edição da Pesquisa Retratos da Leitura no Brasil – encomendada pelo Instituto Pró-Livro ao Ibope Inteligência e considerada o maior e mais completo estudo sobre o comportamento do leitor* brasileiro, aponta que 33% dos leitores respondentes sofreram a influência de alguém para começar a gostar de ler. Destes 33%, 4% dos entrevistados alegaram que o pai ou o responsável do sexo masculino foram seus influenciadores.

Retratos da Leitura no Brasil – IPL – Base: Amostra (5.012) – Pessoas que influenciaram no gosto pela leitura.

Se o hábito de leitura dos pais tem forte influência na construção do hábito de leitura dos filhos, a figura da mãe neste processo de ler por prazer é também muito importante. Somada à figura de outros parentes ou responsáveis, pode-se perceber a influência da família na formação de leitores. A pesquisa aponta ainda que, em relação ao hábito de leitura do pai, 17% dos entrevistados totais leem com frequência, 24% leem às vezes e 53% nunca leem.

Pesquisa Retratos da Leitura no Brasil – IPL – Base: Amostra (5.012) – Percepção sobre o hábito de leitura dos pais, por perfil.

Os resultados de 2015 também demonstram, como em 2011, a relação entre a maior escolaridade dos pais de leitores quando comparada à escolaridade dos pais de não leitores. Nesta última pesquisa, apenas 12% das mães e 11% dos pais dos leitores são analfabetos. Já em relação aos não leitores, 28% das mães e 25% dos pais são analfabetos.

Entre os entrevistados, 78% deles alegam ter livros em casa. Ao longo das edições da pesquisa, é possível verificar um aumento na média de livros presentes nos domicílios. Em 2007, a média de livros em casa era de 25%, aumentando para 34%, em 2011, e 40%, em 2015.

Por outro lado, também houve a intensificação da proporção de lares onde não há nenhum livro. Em 2007, 6% dos lares não possuíam livros. Em 2011, este número aumentou para 11% e, em 2015, para 22%.

Pesquisa Retratos da Leitura no Brasil – IPL – Base: Amostra 2007 (5.012)/2011 (5.012)/2015 (5.012) – Presença de livros em casa.

De acordo com o estudo, ter um influenciador de leitura dentro de casa faz bastante diferença para criar novos leitores, crianças que crescerão com o hábito de ler. Os índices que se referem aos pais ainda são baixos, há muito a se melhorar. As políticas de fomento à leitura que o IPL promove têm como intuito proporcionar momentos literários e de estreitamento das relações entre os pais e filhos. Então, que tal aproveitar o Dia dos Pais e presentear com um livro?

Sobre o Instituto Pró-Livro:
O Instituto Pró-Livro (IPL), foi criado no final de 2006 pelas entidades do livro – Abrelivros, CBL e SNEL, com o objetivo principal de fomento à leitura e à difusão do livro. Iniciou suas atividades em 2007. Atualmente é mantido pelas entidades fundadoras e por contribuições voluntárias de editoras. As entidades do livro, representando a cadeia produtiva, fundaram o Instituto Pró-Livro assumindo o compromisso de responsabilidade social junto a representantes do governo e sociedade civil, para a promoção de ações de fomento à leitura, orientado pela missão de transformar o Brasil em um país de leitores. O IPL realiza periodicamente a pesquisa Retratos da Leitura do Brasil, maior e mais completo estudo sobre o comportamento do leitor brasileiro, para avaliar impactos, orientar políticas públicas do livro e da leitura, promover a reflexão e estudos sobre os hábitos de leitura do brasileiro e, desta forma, melhorar os indicadores de leitura e o acesso ao livro. www.prolivro.org.br