Ensino de Arte é protagonista em documentários exibidos pelo Canal Futura

Durante o mês de julho, o Canal Futura exibe documentários do Prêmio Arte na Escola Cidadã, sobre projetos transformadores desenvolvidos em escolas do país.

 Produzidos pelo Instituto Arte na Escola, os documentários serão exibidos durante todo o mês de julho na programação regular do canal. Na última edição do Prêmio Arte na Escola Cidadã, realizada em 2018, os projetos premiados trazem possibilidades para o ensino de Arte nas cinco regiões do país. Os temas abordaram a cultura nordestina, identidade afro-brasileira, memória, patrimônio e arte contemporânea na escola.

Desenvolvido há 20 anos pelo Instituto Arte na Escola, o Prêmio Arte na Escola Cidadã é o maior prêmio de arte-educação do Brasil. A cada ano, são cinco categorias de premiação: Educação Infantil, Ensino Fundamental 1, Ensino Fundamental 2, Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos (EJA). Em cada categoria, o professor premiado tem seu trabalho registrado em um documentário, que se desdobra em materiais de formação para outros professores. 

O primeiro documentário exibido pelo Canal Futura vai ao ar dia primeiro de julho e apresenta o projeto “Em busca de sonhos: para além das imagens”, da professora Sonia Maria de Oliveira Ferreira, de Vitória/ES. Com sua turma da Educação Infantil, a professora usou a arte para aproximar as crianças da cidade, em um projeto de geografia afetiva. Acompanhe a programação completa por aqui

Sobre os documentários

EDUCAÇÃO INFANTIL
No projeto “Em busca de sonhos: para além das imagens” a professora Sonia Maria de Oliveira Ferreira apresentou aos alunos o trabalho de diversos artistas populares. Através de práticas de ateliê e saídas culturais, a professora discute memória e identidade, aguçando o olhar das crianças para a cidade de Vitória/ES.

ENSINO FUNDAMENTAL 1
Em “África aqui, acolá. África em todo lugar” a professora Rosangela Accioly trabalhou representatividade com seus alunos, reconhecendo a diversidade e a importância da cultura africana na constituição cultural do país, em especial na cidade de Lauro de Freitas/BA.

ENSINO FUNDAMENTAL 2 
A professora Andréa Mendes Avona colocou a turma em contato com a literatura de cordel, xilogravura, teatro de mamulengo, artesanato de Caruaru. Em Santana do Parnaíba/SP, o projeto “Uma viagem com Ariano Suassuna pela Cultura e Arte Nordestina” resgata as histórias e origens familiares de cada aluno.

ENSINO MÉDIO
O professor Jacson Silva Matos, de São Paulo/SP, utilizou a arte contemporânea para propor reflexões sobre o hoje, o aqui e o agora. Com ações poéticas, performances, videoarte e instalações, o professor alavancou o protagonismo dos alunos e discutiu o lugar que eles ocupam na escola.

EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS 
Em Criciúma/SC, o projeto “Autorretratos: tecendo histórias e memórias”, do professor Marcos Antônio dos Santos, utiliza a arte para trabalhar identidade e memória, utilizando a coletividade e o autorretrato de uma forma delicada e potente.

Sobre o Instituto Arte na Escola (IAE)

O IAE é uma associação civil sem fins lucrativos, mantida pela Fundação Iochpe, que fortalece o ensino de Arte no Brasil, qualificando a formação de professores da Educação Básica. O Instituto ativa o circuito da arte-educação por meio da Rede Arte na Escola, que há 30 anos oferece formação continuada para professores e licenciandos. O Instituto também opera o Prêmio Arte na Escola Cidadã – maior do país em arte-educação – e desenvolve pesquisas, conteúdos e materiais educativos que subsidiam a atuação do professor em sala de aula.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *